“O avião descolou, todos estavam a bordo”, disse a Embaixada da Rússia em Washington, citada pela agência estatal RIA Novosti.

Familiares dos diplomatas estão também no avião, que saiu de Washington com 96 passageiros a bordo.

Os diplomatas russos foram acusados na quinta-feira pelo Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, de terem participado numa alegada campanha de ataques informáticos orquestradas pelo Kremlin para influenciar a eleição presidencial dos Estados Unidos com o objetivo de favorecer o candidato republicano, Donald Trump, que venceu as eleições.

Obama argumentou que os diplomatas eram na verdade agentes dos serviços secretos.

Os Estados Unidos têm acusado o Governo russo de estar por trás de ataques informáticos ao Partido Democrata durante a campanha para as presidenciais norte-americanas de novembro.

O Presidente norte-americano, que será no dia 20 substituído por Donald Trump, tinha dado 72 horas aos diplomatas russos para abandonarem os Estados Unidos e também decretou o encerramento de duas instalações russas em Maryland e em Nova Iorque.

Obama anunciou ainda, na semana passada, sanções económicas à Rússia por causa da alegada tentativa de ingerência nas eleições de novembro.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.