Em comunicado, o Comando Territorial da GNR da Guarda adianta que os suspeitos foram detidos, na semana passada, através do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE), em duas situações distintas.

“Na primeira situação, no dia 08 de novembro, no âmbito de uma investigação por violência doméstica, foi possível apurar-se que o suspeito de 22 anos exercia violência física e psicológica sobre [a] vítima, sua companheira de 15 anos. Na sequência das diligências de investigação, foi dado cumprimento a um mandado de detenção”, explica a fonte.

O segundo caso, que ocorreu no dia 11 de novembro, também no âmbito de uma investigação por violência doméstica, a GNR apurou que o suspeito, de 57 anos, exercia violência física e psicológica sobre a vítima, sua companheira, de 53 anos, “tendo também sido dado cumprimento a um mandado de detenção”.

Os detidos foram presentes ao Tribunal Judicial de Celorico da Beira, ficando sujeitos às medidas de coação de apresentações semanais no posto policial da área de residência.

De acordo com a GNR, os homens também estão proibidos “da aproximação e de contactos com as vítimas por qualquer meio, num raio 500 metros, controlados por pulseira eletrónica”.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.