O incidente ocorreu quando um homem tentou chegar à igreja da Virgem em Mostorod, mas a presença das forças de segurança na zona levou-o a fazer-se explodir nas imediações do local sem que tenha havido mais mortos ou feridos, indicou fonte do Ministério do Interior à agência Efe.

Após o incidente, foi reforçada a segurança com um cordão policial e patrulhas procuraram possíveis suspeitos.

A igreja visada tem nesta altura uma grande afluência de cristãos coptas, devido a celebrações religiosas que decorrem até ao próximo dia 22.

Desde dezembro de 2016, o grupo ‘jihadista’ Estado Islâmico reivindicou vários atentados que provocaram a morte de mais de cem pessoas em várias igrejas egípcias, incluindo em Alexandria e no Cairo.

Após esses ataques, as autoridades reforçaram ainda mais a segurança, colocando militares e forças de segurança nas imediações de algumas igrejas.

Os coptas, a mais importante comunidade cristã do Médio Oriente, representam cerca de 10% de uma população de 97 milhões de habitantes no Egito.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.