O Juntos Pelo Povo (JPP) elegeu três deputados nas eleições legislativas regionais de hoje, menos dois do que em 2015.

"Aquilo que podemos prometer à população é confiança, serenidade, representatividade e verdade", afirmou, acrescentando que o partido vai reunir os seus órgãos e "ouvir a população" durante os próximos dias em relação aos resultados eleitorais e à possibilidade de coligações.

Apesar dos resultados menos favoráveis do que em 2015, as cerca de quatro dezenas de militantes e simpatizantes do JPP presentes num hotel do Funchal para acompanhar a noite eleitoral entusiasmaram-se, sorriram e aplaudiram quando foi anunciado que o partido foi a terceira força no concelho de Machico, ultrapassando o CDS-PP.

Palmas e sorrisos surgiram de novo quando foram anunciadas as eleições dos deputados do partido (Élvio Sousa, Paulo Alves e Rafael Nunes), quebrando a crispação inicial com que tinham recebido a projeção da Universidade Católica/RTP.

O PSD venceu hoje as eleições legislativas regionais da Madeira, com 39,42% dos votos, mas perdeu, pela primeira vez, a maioria absoluta, elegendo 21 dos 47 deputados, quando estão apuradas todas as freguesias, segundo dados oficiais.

De acordo com informação disponibilizada pela Secretaria-Geral do Ministério da Administração Interna, o PS obteve 35,76% e elegeu 19 deputados.

O CDS-PP, com 5,76% dos votos e três deputados, foi a terceira força política mais votada, seguido pelo JPP, com 5,47% e também três parlamentares.

A CDU conquista um lugar, depois de alcançar 1,80% dos votos.

Mais nenhum partido conseguiu eleger deputados para a Assembleia Legislativa da Madeira, que tem um total de 47.

A abstenção foi de 44,49%.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.