"Parece evidente para todos que não faz sentido nenhum eu pertencer às listas do PSD. Obviamente que não aceitei", declarou hoje à agência Lusa o deputado social-democrata, que encabeçou a lista pelo círculo de Évora nas últimas eleições legislativas.

O atual deputado escusou-se a fazer mais comentários, alegando que não quer "prejudicar o PSD de maneira nenhuma" e que, com o aproximar das eleições, "o partido deve estar empenhado e não deve ter perturbações".

A presidente da Comissão Política Distrital de Évora do PSD, a jurista Sónia Ramos, foi a escolha do líder do partido, Rui Rio, para cabeça de lista por este círculo eleitoral, em detrimento de António Costa da Silva, um dos atuais vice-presidentes da bancada parlamentar social-democrata.

O círculo de Évora elege três deputados para a Assembleia da República, tendo nas últimas legislativas, em 2015, sido eleitos um do PS, um do PSD e um do PCP.

A Lusa contactou hoje a presidente da distrital de Évora do PSD e cabeça de lista do partido, Sónia Ramos, mas esta recusou-se a fazer comentários.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.