Estes profissionais de saúde portugueses realizaram sobretudo cirurgias de malformações genitais masculinas e femininas, ao aparelho urinário e canal inguinal.

O objetivo da missão, que decorreu no Hospital Agostinho Neto, na cidade da Praia, é “melhorar a saúde das crianças de Cabo Verde portadoras de patologias urológicas, patologia cirúrgica neonatológica e pediátrica e realizar ações de formação com vista à capacitação de profissionais locais”.

Segundo uma nota do hospital, estas atividades irão proporcionar “melhor qualidade de prestação de serviços, contribuindo para a poupança de recursos financeiros locais, como consequência da redução de evacuações externas”.

A missão insere-se no âmbito da cooperação entre Portugal e Cabo Verde e faz parte de um projeto entre os dois países no domínio da Saúde 2018-2020.

A próxima missão está marcada para abril de 2019, estando já agendados nove utentes.

Segundo o diretor clínico do Hospital Agostinho Neto, Victor Costa, “tem sido uma experiência muito positiva para todos os profissionais envolvidos, com ganhos em formação específica e, acima de tudo, constitui uma mais-valia para os doentes observados e tratados, bem como para as suas famílias”.

Da equipa do Hospital Dona Estefânia fazem parte dois urologistas pediátricos e um cirurgião pediátrico que têm trabalhado com a equipa do serviço de urologia e cirurgia do Hospital Agostinho Neto.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.