A ESA selecionou, no âmbito da campanha de recrutamento lançada em março de 2021, três homens (de Espanha, Bélgica e Suíça) e duas mulheres (de França e Reino Unido).

Entre os novos astronautas há pilotos, um médico e um neurocientista.

Os novos astronautas de carreira, que foram anunciados numa cerimónia transmitida em direto de Paris, França, vão iniciar no próximo ano o programa de treinos para futuras missões espaciais e vão juntar-se ao atual corpo ativo de sete astronautas da ESA - de Itália (2), Alemanha (2), Reino Unido (1), Dinamarca (1) e França (1).

A ESA selecionou também, pela primeira vez, um astronauta com uma deficiência física, enquadrado por um programa que servirá para estudar as condições e tecnologias que garantam missões seguras para estas pessoas.

À campanha de recrutamento lançada em 2021, mais de dez anos depois da precedente, apresentaram-se 320 portugueses com candidatura válida, entre um total de mais de 22 mil de várias nacionalidades.

A ESA abriu o novo recrutamento a pensar em futuras missões à Lua ou mesmo a Marte e quis aumentar o número de mulheres no espaço - atualmente a agência tem uma astronauta no ativo, a italiana Samantha Cristoforetti, que se tornou este ano na primeira mulher europeia a comandar a Estação Espacial Internacional.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.