“Os cigarros eram transportados por oito viajantes, de ambos os sexos, de nacionalidade arménia, vindo acondicionados em 14 bagagens de porão”, refere um comunicado publicado no Portal das Finanças.

Os cigarros apreendidos chegaram em trânsito por Atenas, mas eram originários da Arménia, de acordo com a informação veiculada pela Autoridade Tributária e Aduaneira (AT), que adianta que, tal como previsto na lei, os cigarros serão inutilizados, numa operação sob controlo aduaneiro.

Entre os ilícitos por que terão de responder os viajantes está o não pagamento de direitos aduaneiros, IVA e Imposto sobre o Tabaco.

A deteção do tráfego ilícito de tabaco foi levada a cabo pelos funcionários aduaneiros, através da utilização de “técnicas de inspeção desenvolvidas pela AT no sentido de reforçar as capacidades” no combate à prática de atos ilícitos e proteção da saúde pública.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.