“Se necessário, poderemos encerrar Incirlik e Kürecik”, o nome das duas bases, afirmou Erdogan, numa entrevista ao canal de televisão pró-governamental A Haber.

O encerramento das bases é sistematicamente mencionado na Turquia em cada pico de tensões diplomáticas entre Ancara e Washington.

Situado no sul da Turquia, a base aérea de Incirlik é utilizada pela aviação americana no âmbito da luta contra o grupo extremista Estado Islâmico na Síria. A base de Kürecik, no sudeste do país, abriga uma importante estação de radar da NATO.

Na semana passada, o chefe da diplomacia turca já tinha evocado o estatuto das duas instalações, apontando que o seu fecho poderia ser “colocado sobre a mesa” numa reação a eventuais sanções americanas contra a Turquia.

Com efeito, a Turquia está exposta a medidas sancionatórias de Washington por ter comprado sistemas de defesa russo S-400, apesar dos avisos dos Estados Unidos.

Além desta questão, as relações entre a Turquia e os Estados Unidos, aliados da NATO, deterioram-se nos últimos meses devido à ofensiva lançada por Ancara na Síria contra uma milícia curda apoiada por Washington.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.