Rush Limbaugh, radialista ultraconservador recentemente condecorado pelo republicano Trump, troçou na quarta-feira de Pete Buttigieg referindo-se a ele como “esse ‘gay’ de 37 anos que abraça o marido no palco”, referindo-se à assumida homossexualidade do candidato democrata e ex-‘mayor’ de South Bend, estado de Indiana.

“Como candidatos, temos divergências, mas ataques pessoais como este são inaceitáveis”, disse Bernie Sanders, que hoje saiu em defesa do seu rival interno.

“Os comentários homofóbicos de Rush Limbaugh sobre Pete Buttigieg são ultrajantes e ofensivos. Juntos, acabaremos com as divisões e os ódios semeados por Donald Trump”, acrescentou o senador Bernie Sanders.

Pete Buttigieg não respondeu diretamente aos ataques do radialista conservador, que foi agraciado com a Medalha da Liberdade, a mais alta condecoração civil dos Estados Unidos, pelo Presidente Trump, durante o recente discurso do Estado da União.

“Tenho orgulho no meu casamento, tenho orgulho do meu marido”, disse Buttigieg, na quinta-feira, durante um encontro com eleitores, reiterando que se orgulha de não esconder que é um político homossexual.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.