O comboio de passageiros descarrilou em plena ‘hora de ponta’ (por volta das 07:40 hora local, 15:40 hora de Lisboa) num viaduto a 64 quilómetros a sul da cidade de Seattle, no Estado norte-americano de Washington (noroeste dos Estados Unidos), tendo caído sobre uma autoestrada (I-5).

De acordo com a Agência Reuters, que cita fontes policiais, o comboio circulava a uma velocidade de 80 milhas por hora (128 quilómetros/hora) numa zona onde o limite de velocidade era de apenas 30 milhas por hora (48quilómetros/hora).

“Ainda é muito cedo para afirmar por que motivo” o comboio circulava a essa velocidade disse aos jornalistas Bella Dinh-Zarr do Gabinete Nacional de Segurança nos Transportes. A responsável do organismo federal dos transportes norte-americanos acrescentou que a informação sobre a velocidade provem do mecanismo de registo da locomotiva.

O acidente provocou pelo menos três vítimas mortais e mais de 100 feridos, de acordo com os últimos dados divulgados pelas autoridades. As primeiras notícias davam conta de seis mortes.

O comboio, que fazia a ligação entre as cidades norte-americanas de Seattle e Portland, atingiu vários carros que passavam na autoestrada que liga as cidades de Tacoma e Olympia.

Cerca de 78 passageiros e uma tripulação com cinco elementos estavam a bordo do comboio 501, segundo a operadora ferroviária pública Amtrak, que também precisou que o comboio envolvido no acidente é um modelo pendular de grande velocidade.

A agência federal de segurança de transportes dos Estados Unidos (NTSB, na sigla em inglês) informou que já abriu um inquérito para apurar as causas do acidente.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.