O incidente ocorreu minutos antes 15:00 locais (21:00 de terça-feira, 20 de dezembro, em Lisboa), no mercado de pirotecnia de San Pablito, em  Tultepec, a 32 quilómetros da cidade do México.

Pelo menos 31 pessoas perderam a vida, e o balanço das autoridades mexicanas aponta para pelo menos 70 feridos.

O presidente mexicano, Enrique Pena Nieto, enviou, através do 'Twitter', as condolências às "famílias dos que morreram neste acidente" e desejou uma rápida recuperação aos feridos.

Esta foi, segundo a Reuters, a terceira vez em apenas uma década que explosões ocorreram no mercado de San Pablito. "As pessoas estão a chorar em todo o lado e a correr desesperadamente", contou à agência Cesar Carmona, uma testemunha no local.

Adianta a Reuters que entre os feridos estão crianças que ficaram com mais de 90% do seu corpo queimado, tendo sido transportadas para a cidade norte-americana de Galveston, no Texas, informou o governador do estado do México, onde fica situado Tultepec.

O governador prometeu ainda punir os responsáveis por este incidente, em que a destruição foi causada por seis explosões diferentes. Foi entretanto aberta uma investigação pela Procuradoria-Geral.

Segundo a imprensa mexicana, no momento das explosões estavam no mercado 300 toneladas de fogo-de-artifício. O momento da explosões foi partilhado no Twitter:

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.