Edda, uma cadela de raça Pug, foi vendida por 750 euros, cerca de metade do valor de um animal desta raça, alvo de muita procura na Alemanha.

Segundo as autoridades de Ahlen, a medida foi justificada com a falta de outros bens, embora tenha sido considerada a apreensão da cadeira de rodas de um dos elementos da família, segundo Dirk Schlebes, tesoureiro da cidade, citado pela AP.

Dirk Schlebes acrescentou que a decisão das autoridades é legal.

O caso gerou fortes críticas nas redes sociais, considerando cruel a decisão de apreender Edda.

Ainda segundo a AP, a família endividada estava em falta no pagamento, designadamente, de uma taxa sobre cães.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.