Em comunicado, a Amato Lusitano - Associação de Desenvolvimento explica que vai associar-se a esta iniciativa, na qual uma família aceita acolher em sua casa uma família que não conheça, constituindo-se pares de famílias, uma imigrante ou refugiada e outra autóctone, para a realização de um almoço-convívio, típico da sua cultura, como forma de acolhimento.

"Em Castelo Branco, cinco famílias constituídas por 16 imigrantes e 12 portugueses irão partilhar a sua refeição e contribuir assim para uma integração mais efetiva dos imigrantes na nossa cidade, reforçando as relações sociais e promovendo a diversidade cultural", lê-se na nota.

"A Família do Lado" é uma iniciativa transnacional, que visa promover a criação de novos mecanismos de aproximação de grupos, comunidades migrantes e sociedade de acolhimento, enquanto estratégia para a integração dos imigrantes e refugiados na sociedade portuguesa, ao mesmo tempo que contribui para a construção de uma imagem positiva em torno da diversidade cultural.

"Trata-se de uma iniciativa que visa contribuir para uma integração mais efetiva dos imigrantes em Portugal, reforçando as relações sociais e promovendo a diversidade cultural existente no nosso país", refere a Amato Lusitano.

Todos os encontros terão lugar no domingo, às 13:00, em todo o território nacional, Espanha e República Checa.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.