Segundo confirmou a organização em comunicado, a 14.ª edição do festival de música NOS Alive voltou a ser adiada e decorrerá 6, 7, 8 e 9 de julho de 2022.

“Estamos ansiosos por voltar ao passeio Marítimo de Algés para vos receber, mas mantendo-se a situação pandémica atual que limita a circulação entre países, fica inviabilizada a maioria das tours [digressões] para o Verão de 2021, o que nos obriga a adiar o festival para 2022”, refere a nota partilhada nas redes sociais.

“Não é uma decisão que tomamos de ânimo leve, mas pela responsabilidade que temos para com a segurança de todos os fãs, artistas, patrocinadores, parceiros, fornecedores, equipas de segurança, limpeza e restauração, equipas técnicas e de produção, toda a equipa do NOS Alive e para com o país, é a mais correta”, acrescenta.

Quanto aos bilhetes, a organização explica que os ingressos comprados para as edições de 2020 - que também não aconteceu por causa da covid-19 - e de 2021 são válidos para 2022, mas para os mesmos dias correspondentes.

"Por exemplo, se o bilhete era para uma quinta-feira, será válido, apenas, para a quinta-feira de 2022", explica a promotora.

Será ainda possível trocar o bilhete para outro dia "mediante disponibilidade de lotação, ou por um vale no ponto de venda onde o mesmo foi adquirido".

A nota refere ainda que "bilhetes adquiridos para o NOS Alive’20 e NOS Alive'2021 são válidos para os dias de semana correspondentes do NOS Alive'22. Para quem adquiriu e é portador de bilhetes do NOS Alive’20, caso deseje o reembolso pode solicitá-lo no prazo de 14 dias úteis após a data prevista para a realização do NOS Alive’21, no ponto de venda onde foram adquiridos, mediante a apresentação do bilhete e prova de compra".

"Os portadores de bilhete NOS Alive’21 não têm possibilidade de reembolso", lê-se na nota de imprensa.

Novos bilhetes para a edição de 2022 serão colocados à venda a partir de segunda-feira, 24 de maio.

Por causa das restrições para limitar a propagação da covid-19, pela situação pandémica noutros países e pelos diferenciados ritmos de vacinação, foram já adiados vários festivais de música, entre os quais o ID No Limits e o CoolJazz (ambos em Cascais), o Rock in Rio Lisboa, o Primavera Sound (Porto), o Boom Festival (Idanha-a-Nova), o Barroselas Metalfest e o Gouveia Art Rock.

No entanto, há outros festivais que continuam marcados em Portugal, nomeadamente o Super Bock Super Rock (que decorre em julho, Sesimbra), o Sudoeste (que decorre em agosto, Odemira) e o Paredes de Coura (que decorre em agosto, distrito de Viana do Castelo).

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.