“Não damos crédito ao que sai com base em projeções. Os resultados das grandes cidades ainda são desconhecidos. Apelo a que se aguarde e à prudência dos comentadores”, disse Mélenchon, líder do França Insubmissa, numa mensagem publicada na rede social Facebook.

As projeções dão ao candidato um apoio eleitoral entre 19% e 20%, praticamente empatado com o conservador François Fillon e a três ou quatro pontos de Emmanuel Macron (centro) e de Marine Le Pen (extrema-direita), que deverão passar à segunda volta das eleições presidenciais em França, a 07 de maio.

De acordo com o diretor de campanha de Mélenchon, o candidato de esquerda não deverá falar aos seus apoiantes antes das 22:00 em França, menos uma hora em Lisboa.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.