O número de novos contágios é um dos maiores registados no país, segundo os dados divulgados hoje pela agência nacional de Saúde, o que eleva o número total para 957.421 infeções e 34.048 óbitos.

Os hospitalizados pela doença nos últimos sete dias foram 9.375 hoje, em comparação com os 8.754 de terça-feira, e as UCI têm ao seu cuidado 1.584 pacientes com covid-19, quando na terça-feira eram 1.493.

A taxa de positividade é agora de 13,7% de todos os testes realizados, um número que tem aumentado há semanas.

Além disso, em França existem 1.852 fontes ativas de contágio, mais 139 do que na terça-feira, das quais 404 são em lares de idosos.

O primeiro-ministro francês, Jean Castex, e o ministro da Saúde, Olivier Véran, vão fazer uma conferência de imprensa conjunta na quinta-feira para anunciar novas medidas para evitar a propagação da pandemia no país.

Na terça-feira, os pacientes com covid-19 ocupavam 60% das camas de terapia intensiva na região de Paris, enquanto hoje os meios de comunicação locais relataram uma pressão hospitalar muito séria em cidades como Dijon ou Clermon-Ferrand.

O Governo anunciou hoje que vai pedir ao Parlamento o prolongamento do estado de emergência sanitária até 16 de fevereiro.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 1,1 milhões de mortos e mais de 40,8 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.