“Frans Timmermans foi escolhido como cabeça da lista GroenLinks-PvdA para as eleições legislativas de 22 de novembro de 2023”, declarou o partido ecologista GroenLinks, num comunicado.

Dos mais de 37.700 membros votantes, 91,8% escolheram o neerlandês que defendeu o ambicioso Pacto Verde da União Europeia (UE), precisou o GroenLinks.

A votação era, contudo, uma formalidade, dado que não havia qualquer outro candidato à liderança da lista.

Timmermans, de 62 anos, espera, assim, suceder ao conservador Mark Rutte, o primeiro-ministro cessante que esteve 13 anos no poder — um recorde de longevidade governativa na história do país — e anunciou que abandonaria a política após o escrutínio.

“Quero tornar-me primeiro-ministro”, tinha declarado Timmermans à rádio pública neerlandesa NOS há cerca de um mês, aquando do anúncio da sua candidatura.

Timmermans ajudou o partido social-democrata neerlandês PvdA a obter uma vitória surpreendente em 2019, nas eleições europeias nos Países Baixos, quando as sondagens anunciavam a vitória dos populistas.

Os membros do PvdA e do GroenLinks votaram no mês passado em massa a favor de uma aliança com um cabeça de lista, um programa e uma lista de candidatos comuns, algo inédito em legislativas neerlandesas.

Atualmente na oposição, os dois partidos esperam uma vitória, após a desintegração da última coligação apenas um ano e maio depois de tomar posse, na sequência de divergências em torno da política de asilo neerlandesa.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.