No último boletim divulgado, cerca das 18:00 GMT (horas de Lisboa), o NHC informou que o Harvey provocava vento na ordem dos 110 quilómetros/hora e deslocava-se a quatro quilómetros/hora.

As chuvas esperadas até quinta-feira podem “provocar inundações graves e potencialmente mortais”, segundo o serviço.

A reconstrução dos estragos provocados pelo fenómeno, no sul dos Estados Unidos, vão decorrer durante anos, perspetivou hoje Brock Long, responsável pela agência federal de situações de urgência.

“Irá demorar anos para recuperarmos deste desastre”, afirmou o responsável à cadeia televisiva MSNBC.

O autarca de Rockport, no Texas, informou que o furacão de nível quatro, numa escala de cinco, deixou uma “devastação generalizada”, incluindo a completa destruição de alguns edifícios.

Ao The Weather Channel, Charles “C.J.” Wax disse que algumas casas, escolas e empresas foram muito afetados na cidade, com quase nove mil habitantes.

O Harvey chegou a Rockport pelas 22:00 locais (03:00 GMT), com ventos na ordem dos 215 quilómetros por hora.

O governador do Estado do Texas, Greg Abbott, informou não haver mortes registadas no âmbito do Harvey, acrescentando ser ainda cedo para especular sobre a dimensão dos estragos, mas que a declaração de desastre será estendida a vários condados.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.