“Será garantido um reforço de transportes públicos e de apoio policial para minimizar os problemas. Pede-se, por isso, a melhor compreensão para esta obra fundamental”, avançou esta autarquia do distrito do Porto, depois de questionada pela Lusa.

O trânsito no tabuleiro inferior da Ponte D. Luís, que liga Porto e Gaia, vai encerrar a partir de 14 de outubro e durante cerca de um ano para trabalhos de reabilitação, revelou a Infraestruturas de Portugal (IP).

Em comunicado, a IP referiu que, para minimizar os impactos desta intervenção, será permitida a passagem de peões em situação condicionada, através de plataformas montadas para o efeito.

A empreitada de reabilitação e reforço do tabuleiro inferior desta travessia sobre o rio Douro, com um investimento de 3,3 milhões de euros, visa reparar um conjunto de anomalias já identificadas, a maioria das quais relacionada com a corrosão superficial de elementos metálicos e outras que venham a ser identificadas no decorrer das obras.

Perante o corte de trânsito, o município explicou que para quem se desloca a partir da Afurada ou do Cais Capelo Ivens a melhor alternativa é a avenida Mestre José Rodrigues e, daí, para a Ponte da Arrábida ou Via da Misericórdia (circular do Centro Histórico).

“Quem se desloca da Beira-rio (Avenida Diogo Leite e Avenida Ramos Pinto), pode fazer-se o acesso pela rua General Torres ou pela Via da Misericórdia (através da rua Cândido dos Reis), daí derivando para a Arrábida, Freixo ou Ponte do Infante”, salientou.

A câmara ressalvou também que quem acedia ao tabuleiro inferior da ponte descendo a Rua General Torres, a opção será o desvio pela rua de Camões até à ponte do Infante, ressalvou.

Já os condutores que acediam à Luís I pela rua de Jau e rua General Torres, o acesso deverá agora ser feito pela rua de Camões até à ponte do Infante.

A Ponte D. Luís é uma ponte metálica com dois tabuleiros, construída entre 1881 e 1886, que liga as cidades do Porto e de Vila Nova de Gaia.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.