Num comunicado de balanço da atividade operacional realizada na semana de 14 a 20 de setembro, a GNR adianta que das 352 pessoas detidas, 150 pessoas foram por efeito de álcool, 56 por condução sem habilitação legal, 42 por tráfico de droga, 13 por posse ilegal de arma proibida, nove por furto, quatro por violência doméstica, duas por incêndio florestal e outras duas por ofensas à integridade física, além de uma por posse de arma ilegal, outra por homicídio e uma outra por falsificação de documentos.

Na última semana, a Guarda Nacional Republicana apreendeu também 886 doses de haxixe, 279 plantas de canábis, 207 doses de cocaína, 167 doses de heroína, 40 doses de anfetaminas, 32 doses de óleo de canábis, 27 doses de folhas de canábis, 23 armas de fogo e 11 armas brancas.

Aquela força de segurança apreendeu ainda 287 munições de diversos calibres, 14 veículos, 22 quilos de folhas de tabaco, 1.405 quilos de pescado, 286 quilos de bivalves e 5.434 euros em numerário.

No âmbito da fiscalização do trânsito, os militares da GNR detetaram 8.669 infrações, 3.453 das quais por excessos de velocidade, 472 por falta de inspeção periódica obrigatória, 392 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças, 354 por uso do telemóvel durante a condução e 333 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei.

Outra das infrações registadas pela GNR foram 323 relacionadas com anomalias nos sistemas de iluminação e sinalização, 307 relacionadas com tacógrafos e 192 por falta de seguro de responsabilidade civil obrigatório.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.