A ação, feita sobretudo entre crianças, jovens e idosos, decorreu entre os dias 10 e 15 e privilegiou o contacto pessoal em residências, em espaços públicos e privados e, principalmente, junto da comunidade escolar, tendo abordado temas como a violência entre pares, violência doméstica, violência no desporto, violência no namoro e violência contra idosos.

A ação foi desenvolvida pelas secções de prevenção criminal e policiamento comunitário, que levou a mensagem de que a violência pode ser infligida de várias formas, desde a agressão física, psicológica, emocional e sexual, podendo mesmo considerar-se a negligência e o abandono como atos violentos de omissão de auxílio.

Foi também transmitido que as agressões físicas, os atos de vandalismo, o uso de armas, os furtos e os roubos encabeçam a lista de comportamentos que revelam maior preocupação.

"Com estas ações de sensibilização, a GNR pretendeu transmitir uma mensagem de preocupação com este tipo de criminalidade e do comprometimento em contribuir para a erradicar ou minimizar, criando um clima de confiança e de empatia na população e aumentando o sentimento de segurança", esclareceu a Guarda Nacional Republicana.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.