O protocolo disponibiliza uma linha de crédito bonificado no valor de 2,3 milhões de euros cujo objetivo é ajudar a suprir as necessidades de fundo de maneio e de financiamento para a aquisição de cana-de-açúcar, necessária para o fabrico de rum agrícola e do mel de cana-de-açúcar, lê-se no comunicado.

Segundo o protocolo, o prazo dos financiamentos não poderá exceder o mês de junho de 2018.

A cana-de-açúcar é o terceiro produto agrícola mais cultivado na Região Autónoma da Madeira.

O protocolo foi assinado pelos representantes do Grupo Crédito Agrícola, Nuno Tavares e Hugo Alcântara, e pelo secretário regional da Agricultura e Pescas, Humberto Vasconcelos.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.