Avança o Jornal de Notícias esta segunda-feira, 25 de janeiro, que, num e-mail enviado aos estabelecimentos escolares, o ministério da Educação, através da Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares, pede às escolas que comecem a preparar-se para o ensino não presencial.

Termina a 8 de fevereiro o período de pausa forçada com o encerramento das escolas decretado pelo Executivo para travar a propagação da covid-19 e espera-se que entretanto seja decidido se as aulas devem continuar em regime presencial ou não — ou se se vai adotar um regime misto.

O primeiro-ministro António Costa anunciou na quinta-feira passada o encerramento das escolas até dia 5 de fevereiro (sexta-feira), decisão justificada com um "princípio de precaução" por causa do aumento do número de casos da variante mais contagiosa do SARS-CoV-2, que cresceram de cerca de 08% de prevalência na semana passada, para cerca de 20% atualmente.

De acordo com o ministro da Educação, esta interrupção letiva de 15 dias aplica-se também no ensino particular e será compensada no Carnaval, na Páscoa e durante o verão.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.121.070 mortos resultantes de mais de 98,6 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 10.469 pessoas dos 636.190 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.