Maria Manuel Leitão Marques falava no parlamento, no âmbito da apreciação na especialidade, do Orçamento do Estado para 2019 (OE2019), numa audição conjunta nas comissões de Orçamento, Finanças e Modernização Administrativa e de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias.

“Contamos abrir em 2019 mais sete Lojas de Cidadão e mais 90 Espaços Cidadão”, afirmou a governante, destacando, “pela sua relevância”, a abertura também no próximo ano “da nova Loja de Cidadão de Lisboa, para corrigir um erro enorme do anterior Governo”, afirmou a governante.

O secretário de Estado Adjunto e da Modernização Administrativa, Luís Goes Pinheiro, adiantou que atualmente existem 54 Lojas de Cidadão, das quais “17 abertas durante esta legislatura”, e 515 Espaços Cidadão.

De acordo com o responsável, foram abertos 285 Espaços de Cidadão nesta legislatura, “110 desde janeiro”, acrescentando que mensalmente, em média, atendem “mais de 100 mil pessoas”.

A ministra sublinhou ainda a importância de outros canais, “nomeadamente o atendimento telefónico, na Segurança Social, na saúde ou para os emigrantes, através de centros de atendimento”, que foram reabertos como da Segurança Social ou do Centro de atendimento consular, ambas medidas Simplex.

Luís Goes Pinheiro adiantou que o centro de contacto telefónico do Serviço Nacional de Saúde (SNS) registou um crescimento de chamadas de 37% e que o da Segurança Social, que reabriu há menos de um ano, atendeu 1,6 milhões de pessoas.

Relativamente à experiência piloto do centro de atendimento consular – em Espanha – conta com quase 14 mil chamadas e mais de 3.000 ‘mails’.

Maria Manuel Leitão Marques disse ainda que a chave móvel digital conta com “mais de 230.000 utilizadores ativos”.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.