O dirigente sindical do STAD - Sindicato dos Trabalhadores de Serviços de Portaria, Vigilância, Limpezas Domésticas e Atividades Diversas, Carlos Trindade, referiu à Lusa, em frente às instalações do aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, onde estão concentradas algumas dezenas de trabalhadores, que esta greve ao trabalho extraordinário conta com uma adesão de 80% em Lisboa e acima de 50% no Porto e em Faro.

No mesmo sentido, o sindicalista do SITAVA - Sindicato dos Trabalhadores da Aviação e Aeroportos, Armando Costa, confirmou uma adesão de 80% no aeroporto de Lisboa, de mais de 60% no Porto e de cerca de 50% em Faro.

No caso dos aeroportos do Funchal, Porto Santo e Ponta Delgada, o sindicalista disse não ter ainda informação disponível.

Os trabalhadores da Prosegur e da Securitas, que asseguram o raio-x da bagagem de mão e o controlo dos passageiros e também dos trabalhadores dos aeroportos cumprem hoje 24 horas de greve, marcadas após mais de nove meses de negociações para a celebração de um novo contrato coletivo de trabalho.

Entretanto, a TAP apelou aos passageiros para chegarem com maior antecedência aos aeroportos portugueses, recomendando que, nos casos dos que têm voos a partir de Lisboa, cheguem quatro horas antes do embarque, devido à greve.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.