Estas posições foram transmitidas pelo líder do executivo na sua conta pessoal na rede social Twitter, após ter recebido em São o Presidente da República da Guiné-Bissau, Umaro Sissoco Embalo, que se encontra em visita oficial a Portugal.

“Recebi hoje o Presidente Umaro Sissoco Embaló, a quem reiterei o meu empenho pessoal no reforço das relações entre Portugal e a Guiné-Bissau, nos planos político-diplomático, económico e cultural. As nossas relações serão sempre marcadas pela fraternidade”, escreveu António Costa.

Na sua mensagem, o primeiro-ministro referiu depois que Portugal “está empenhado em continuar a cooperar com a Guiné-Bissau”.

“Falámos sobre questões internacionais, designadamente da África Ocidental, também tendo em vista a preparação da presidência portuguesa da União Europeia, na qual o reforço das relações com África será uma prioridade”, acrescentou António Costa.

Horas antes, o chefe de Estado da Guiné-Bissau tinha sido recebido pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, no Palácio de Belém.

No final desse encontro, o chefe de Estado português afirmou também que a presidência portuguesa da União Europeia, no primeiro semestre de 2021, será “um motor fundamental” das relações com África, “podendo culminar numa cimeira”.

“Portugal presidirá ao Conselho Europeu da União Europeia a partir do dia 01 de janeiro do ano que vem, e assim as relações entre Europa e África uma vez mais terão em Portugal um motor fundamental, podendo culminar numa cimeira entre os dois continentes, e particularmente envolvendo a União Europeia e a União Africana”, declarou o chefe de Estado português.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.