Num comunicado difundido pela televisão, o Hezbollah disse que abateu o dispositivo "israelita" na cidade fronteiriça de Aita al Shaab e que o drone está sob sua custódia, sem dar mais detalhes sobre o incidente ou a hora do dia em que ocorreu.

Em 27 de julho, a área de fronteira entre Israel e o Líbano foi palco de um tiroteio e os residentes israelitas receberam instruções para ficarem em casa, após a milícia xiita libanesa Hezbollah ter ameaçado vingar a morte de um de seus membros, num ataque atribuído a Israel.

O exército israelita acusou um comando armado do Hezbollah de cruzar a fronteira.

Este acontecimento - que o Hezbollah nega - levantou o estado de alerta na região, onde as forças israelitas reforçaram as suas tropas.

Poucos dias depois, o exército israelita matou quatro suspeitos de colocarem explosivos na cerca de separação entre a Síria e os montes Golã e, embora as suas identidades não tenham sido confirmadas até agora, não está afastada a possibilidade de estarem ligados ao Hezbollah.

O último incidente ocorreu no dia 07, quando Israel abateu um drone que voou do Líbano para o espaço aéreo sob seu controlo nos montes Golã ocupados.

No entanto, a tensão passou para segundo plano devido à explosão que abalou Beirute no dia 04, uma catástrofe que colocou o Líbano à beira do colapso.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.