Devido às chamas, os funcionários retiraram os pacientes do Hospital Badim, localizado no bairro de Maracaná, e os médicos e enfermeiros montaram uma espécie de hospital de campanha, ao ar livre, com colchões alinhados na rua, para continuar a atender os pacientes.

As chamas atingiram o prédio mais antigo do complexo de dois edifícios às 18:30 de quinta-feira, tendo os bombeiros regressado na manhã de hoje às salas atingidas.

À imprensa local, a direção do hospital afirmou que um curto circuito no gerador de um dos prédios do hospital poderá estar na origem do incêndio.

"Toda a administração do Hospital Badim está determinada a prestar a assistência necessária aos pacientes que estão a ser transferidos" para outras clínicas da capital fluminense, declarou a assessoria da unidade hospitalar.

O corpo de Bombeiros foi acionado por volta das 18:00 (hora local, 22:00 em Lisboa), sendo que as chamas foram extintas por volta das 19:45 (hora local, 23:45 em Lisboa).

A Polícia Militar interditou as proximidades do hospital.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.