Em comunicado, a tutela indica que, “na sequência dos contactos que o Ministério da Educação tem vindo a fazer, de forma próxima e contínua, quer com os municípios, quer com os agrupamentos e escolas dos concelhos mais atingidos pela tragédia da região Centro, as atividades letivas foram retomadas […] na Sertã e, parcialmente, em Figueiró dos Vinhos”.

“Em Pedrógão Grande, Castanheira de Pera e Pampilhosa da Serra as atividades letivas permanecem suspensas, o mesmo acontecendo em Góis, tendo em conta os desenvolvimentos dos últimos dias”, acrescenta.

Na nota, o Ministério da Educação reitera que “está assegurado que os alunos das comunidades educativas afetadas terão oportunidade de realizar os exames e provas em datas alternativas”, razão pela qual “não serão prejudicados”.

O Ministério da Educação aproveita ainda para saudar “a ação, colaboração e proatividade das escolas pela ajuda que têm dado neste momento de pesar, em especial a todos quantos fazem parte das comunidades educativas das regiões mais afetadas pelos incêndios”.

“É, pois, fundamental que as escolas se possam concentrar no acompanhamento aos alunos, professores e funcionários”, adianta.

Na segunda-feira, o Ministério da Educação alargou a suspensão das aulas e dos exames, por tempo indeterminado, aos municípios da Sertã (Castelo Branco) e de Pampilhosa da Serra (Coimbra) devido aos incêndios que lavram na região.

O Governo já havia anunciado esta medida para os municípios de Pedrógão Grande, Figueiró dos Vinhos e Castanheira de Pera, no distrito de Leiria.

O fogo que deflagrou no sábado à tarde em Pedrógão Grande, no distrito de Leiria, provocou pelo menos 64 mortos e mais de 200 feridos.

Começou em Escalos Fundeiros e alastrou depois a Figueiró dos Vinhos e Castanheira de Pera, no distrito de Leiria.

Desde então, as chamas chegaram aos distritos de Castelo Branco, através do concelho da Sertã, e de Coimbra, pela Pampilhosa da Serra.

De acordo com a ANPC, o fogo de Góis estava a ser combatido, pelas 11:25, por 1.157 operacionais, 401 veículos e 12 meios aéreos.

O município de Góis faz fronteira com Pedrógão Grande e Castanheira de Pera, no distrito de Leiria, e com o concelho da Pampilhosa da Serra, no distrito de Coimbra, para onde as chamas progrediram, após deflagrarem no sábado, em Fonte Limpa.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.