O comandante operacional distrital de Vila Real, Álvaro Ribeiro, disse à Lusa que o incêndio iniciou-se com "uma intensidade muito grande" numa zona de "forte declive", com "acessos inexistentes".

De acordo com a página da internet da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, o fogo mobilizava cinco horas depois do alerta 180 bombeiros e 54 viaturas.

O incêndio, que chegou a ter três frentes ativas, consome mato numa zona de declive acentuado, com a falta de acessos e o vento a dificultarem o combate às chamas, disse anteriormente à Lusa o comandante operacional distrital de Vila Real, Álvaro Ribeiro.

Durante o dia foram empenhados sete meios aéreos, que foram desativados com o cair da noite.

O fogo, cujo alerta foi registado às 18:28, de acordo com a página da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil.

(Notícia atualizada às 00h02 de 18 de agosto)

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.