O líder histórico da resistência timorense contra a ocupação indonésia da antiga colónia de Portugal, Kay Rala Xanana Gusmão, “visita o concelho por sua iniciativa, para se solidarizar e inteirar” da situação das populações na sequência dos fogos que assolaram o país nos últimos dias.

A fonte da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, no distrito de Coimbra, adiantou que o herói da independência de Timor-Leste será recebido nos Paços do Concelho, às 10:30, pelo presidente da autarquia, José Carlos Alexandrino.

Após o encontro, Xanana Gusmão desloca-se a diversas povoações do concelho, a fim verificar os prejuízos materiais causados pelo fogo, nas casas, empresas e infraestruturas públicas, e as condições de vida das pessoas após a tragédia.

Na segunda-feira, a Universidade da Madeira distinguiu o antigo guerrilheiro com o título de doutor “honoris causa” pelo seu papel na resistência à ocupação militar de Timor-Leste pela Indonésia.

Presidente do Congresso Nacional para a Reconstrução de Timor-Leste (CNRT), principal partido da oposição, Xanana Gusmão foi também primeiro-ministro do jovem país do Sudeste Asiático.

As centenas de incêndios que deflagraram no domingo, o pior dia de fogos do ano segundo as autoridades, provocaram 42 mortos e cerca de 70 feridos, mais de uma dezena dos quais graves.

Os fogos obrigaram a evacuar localidades, a realojar as populações e a cortar o trânsito em dezenas de estradas, sobretudo nas regiões Norte e Centro.

O Governo decretou três dias de luto nacional, entre terça-feira e hoje.

Esta é a segunda situação mais grave de incêndios com mortos este ano, depois de Pedrógão Grande, em junho, em que um fogo alastrou a outros municípios e provocou, segundo a contabilização oficial, 64 mortos e mais de 250 feridos. Registou-se ainda a morte de uma mulher que foi atropelada quando fugia deste fogo.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.