Em comunicado, o município acrescenta que em meados do ano já tinham sido atribuídos 49 incentivos à natalidade, num total de 26.250 euros.

Desta forma, 58 mil euros do orçamento do município da Póvoa de Lanhoso para 2018 foram gastos em “prendas” para o nascimento de 111 bebés no concelho.

Os incentivos têm obrigatoriamente de ser despendidos junto do comércio local da Póvoa de Lanhoso, em artigos, bens e serviços para o bebé.

O apoio é monetário, sendo de 500 euros para o primeiro e segundo filhos, de 750 euros para o terceiro e de mil para o quarto e seguintes.

Nos últimos cinco anos, o valor atribuído pela Câmara da Póvoa de Lanhoso ronda os 300 mil euros.

“Com esta medida, a Câmara apoia diretamente as famílias povoenses, independentemente da sua situação socioeconómica, e indiretamente os comerciantes instalados no concelho”, refere o comunicado do município.

Em 2018, a Póvoa de Lanhoso renovou, pelo nono ano consecutivo, a distinção de Autarquia Mais Familiarmente Responsável, um reconhecimento pela implementação de medidas transversais “amigas” das famílias.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.