Em causa está o lote n.º NO205801, com a validade 02/2024, do medicamento Ellura, 195.7 - 216.9 mg, cápsula, com o número de registo 5810239, da empresa Laboratoire Pharmaceutique Pharmatoka, adianta a Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde (Infarmed) numa circular informativa publicada no ‘site’.

A empresa irá proceder à recolha voluntária do lote em causa por “ter sido detetado um resultado analítico acima dos limites aceitáveis para uma impureza”, adianta o Infarmed, que determinou “a suspensão imediata da comercialização deste lote”.

Apela ainda às entidades que tenham este lote de medicamento em stock para não o vender, dispensar ou administrar, devendo proceder à sua devolução.

Aconselha ainda os doentes que estejam a utilizar medicamentos pertencentes a este lote a não interromper o tratamento e, “logo que possível”, solicitar a substituição por outro lote ou pedir ao médico ou farmacêutico a indicação de um medicamento alternativo.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.