“Vamos investir mais na ferrovia do que na TAP. A ferrovia pode substituir a aviação nas distâncias mais curtas”, indicou Pedro Nuno Santos, que falava aos jornalistas, em Lisboa.

Conforme apontou o governante, o comboio nunca poderá substituir o avião nas longas distâncias, mas pode ser uma alternativa nas curtas, assim que existam condições para tal, nomeadamente, uma ligação de uma hora entre Lisboa e Porto.

“A Portugal chega-se, por norma, de avião […]. Não podemos ter a ilusão de que vamos ter na viagem de comboio uma alternativa ao avião”, referiu Pedro Nuno Santos, numa conferência de imprensa após um encontro com a comissária europeia dos Transportes, Adina Vălean, que está em Lisboa.

O ministro lembrou ainda que mesmo a rodovia é complementar à ferrovia, uma vez que o objetivo dos comboios não é chegar a todos os bairros.

"Cada meio de transporte tem a sua função", reiterou.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.