“Os acessos a Gaza e à Cisjordânia só estarão abertos para os palestinianos sob circunstâncias especiais e fins humanitários”, disse à agência Efe uma porta-voz do Exército israelita.

O encerramento imposto à Faixa de Gaza e ao território palestiniano ocupado da Cisjordânia significa que a entrada em Israel está proibida para todos os palestinianos que tenham autorizações emitidas por Israel, exceto os casos de emergência humanitária ou médica.

Israel controla todas as fronteiras dos territórios palestinianos — exceto o cruzamento de Rafah entre Gaza e o Egito — e só fecha as passagens em momentos de grande conflitualidade ou para celebrações judaicas, como a Páscoa, o Purim ou o dia mais sagrado para o judaísmo, o Dia do Perdão ou Yom Kipur.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.