“Ao tomar conhecimento dos trágicos acontecimentos na província italiana de Pescara, onde uma avalanche atingiu o Hotel Rigiopiano, na base da montanha de Gran Sasso, em Farindola, causando um número considerável de vítimas, o Presidente da República transmitiu ao Presidente da República Italiana o seu profundo pesar e a solidariedade de todo o povo português”, lê-se numa nota divulgada no ‘site’ da Presidência da República.

Na nota é ainda referido que o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, endereçou ao homólogo italiano e às famílias das vítimas “as mais sentidas condolências, em seu nome e em nome do povo português, expressando ainda votos de rápidas melhoras para todos os feridos”.

As equipas de resgate retiraram ao final da manhã o primeiro cadáver do interior do hotel Rigopiano, na localidade de Farindola (Itália central), soterrado na noite de quarta-feira por uma avalanche que fez vários mortos, informaram os media locais.

Os órgãos de comunicação italianos, citando fonte das equipas de socorro, indicam que a primeira vítima mortal retirada do interior do hotel é um homem e que os elementos dos grupos de resgate continuam a escavar a neve na busca de mais vítimas, em condições "muito difíceis".

A proteção civil italiana informou que há 30 pessoas desaparecidas: estavam registados 22 hóspedes, além de sete pessoas do 'staff', no hotel Rigopiano, no maciço de Gran Sasso, a 1.300 metros de altitude, na cordilheira dos Alpeninos, a cerca de 45 quilómetros da cidade costeira de Pescara.

Vários sismos tinham sido registados na quarta-feira no centro de Itália, antes de a informação sobre a avalanche no hotel Rigopiano chegar às autoridades.

As equipas de resgate seguiram para o local depois de receberem na quarta-feira algumas mensagens de texto que alertavam para uma avalanche, mas as condições meteorológicas adversas, com vários nevões e mais de cinco metros de neve acumulada, dificultaram o acesso ao local.

Cerca das 04:00 locais chegaram as primeiras equipas de resgate e resgataram de imediato dois hóspedes que se encontravam no exterior do hotel e que se refugiaram no interior de um veículo, conseguindo desta forma alertar as autoridades.

Segundo os primeiros testemunhos das equipas de socorro, o hotel Rigopiano está completamente soterrado na neve, parcialmente derrubado, sendo visíveis algumas luzes no interior, mas não se ouvem pessoas a pedir ajuda.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.