"Nós alimentamos as tartarugas duas vezes por semana e um dos responsáveis observou que o seu número tinha diminuído significativamente", disse à AFP Kozue Ohgimi, chefe da secção de zoológicos e museus de Okinawa, no sul do Japão.

A administração do jardim zoológico teme que as tartarugas tenham sido roubadas para serem vendidas como animais de estimação no mercado negro. "São vendidas a preços altos", disse Ohgimi.

As tartarugas são pequenas, não têm mais de 20 centímetros de comprimento. No total, 64 tartarugas, 15 da espécie Ryukyu e 49 Cuora Flavomarginata desapareceram.

Ambas as espécies estão na lista vermelha de espécies ameaçadas da União Internacional para a Conservação da Natureza e também foram designadas "tesouros nacionais" pela Agência Japonesa de Assuntos Culturais, que proíbe o seu comércio.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.