A concentração, uma das muitas manifestações que têm decorrido nos últimos dias por todo o Médio Oriente e outras regiões do mundo em protesto contra esta medida, foi convocada por Hassan Nasrallah, o líder do Hezbollah.

Os manifestantes desfilaram pelos subúrbios do sul de Beirute, um bastião do Hezbollah, agitando bandeiras e emitindo cânticos de apoio aos palestinianos, que reivindicam Jerusalém-leste como capital do seu futuro Estado.

A iniciativa de hoje ocorreu um dia após os violentos protestos perto da embaixada dos Estados Unidos em Beirute, com as forças de segurança a utilizarem gás lacrimogéneo e canhões de água em direção aos manifestantes, que se encontravam a centenas de metros da embaixada devido ao dispositivo policial, e responderam com o arremesso de pedras.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.