A Justiça turca emitiu, esta quinta-feira, mandados de prisão contra 35 profissionais da imprensa no âmbito de uma investigação sobre as ligações ao suspeito de planear a tentativa de golpe de 2016 na Turquia, Fethullah Gulen - informou a agência de notícias pró-governo Anatolia.

Nove pessoas, incluindo ex-colaboradores, ou funcionários atuais de meios de comunicação turcos, foram detidos esta manhã, relatou a Anatolia, acrescentando que essas pessoas estão sendo procuradas por "pertencimento a uma organização terrorista".

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.