Segundo um comunicado hoje divulgado pela Atlânticoline, a empresa pública que assegura o transporte marítimo de passageiros e viaturas nos Açores, a avaria detetada na embarcação na viagem da manhã de hoje, entre o Corvo e as Flores, no grupo ocidental do arquipélago, vai obrigar à sua “imobilização” temporária.

“A extensão da avaria, localizada no motor de estibordo, está ainda a ser avaliada pela equipa da Atlânticoline, S.A., que está, atualmente, a trabalhar para a elaboração de um diagnóstico exaustivo da mesma e planificação da sua resolução”, adianta a empresa no comunicado.

A administração da empresa garante que, enquanto a lancha Ariel estiver imobilizada, o serviço de transporte marítimo de passageiros entre as ilhas do grupo ocidental será assegurado dentro dos horários previstos, por um operador marítimo-turístico local, “desde que as condições meteorológicas assim o permitam”.

A lancha Ariel é uma embarcação cabinada, em fibra de vidro, construída em 2008, com 12 metros de comprimento e quatro de largura e com capacidade para transportar 12 passageiros, podendo atingir a velocidade máxima de 22 nós.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.