Numa nota enviada às redações, o ministério avança que foram já criados três consórcios de instituições de ensino superior que garantem a realização dos exames específicos para a admissão de alunos por esta nova via de ingresso, consubstanciando a aposta do Governo em “elevar o nível de qualificações e competências” da sociedade portuguesa.

“Atualmente, 45% dos estudantes do ensino secundário frequentam as vias profissionalizantes, mas a sua participação no ensino superior tem-se mantido a um nível muito baixo”, assume o MCTES, acrescentando que a iniciativa se insere “no objetivo nacional de garantir que até ao final da legislatura cerca de 40% dos estudantes das vias profissionalizantes prossigam estudos no ensino superior, representando cerca de 10.000 inscritos até 2023”.

Os consórcios incluem instituições politécnicas, bem como as universidade do Algarve, Évora, Trás-os-Montes e Alto Douro, Madeira e Açores.

De acordo com o MCTES, as provas vão realizar-se na semana de 20 a 24 de julho.

No Norte e no Sul têm lugar em 24 de julho e no Centro decorrem nos dias 21, 22 e 23 de julho.

“O concurso especial para titulares dos cursos de dupla certificação de nível secundário e cursos artísticos especializados foi adequado às condições específicas dos estudantes provenientes das vias profissionalizantes do nível secundário, avaliando competências necessárias para frequência do ensino superior”, pode ler-se ainda na nota divulgada.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.