Das atividades, que se iniciam às 10:00 e decorrem até às 17:00, fazem parte concertos, animação de rua e mega aulas de zumba, de 'fitness' e de dança, às quais acresce a montagem de bancas de ‘street food’ (comida de rua) e de artesanato.

Num esclarecimento enviado à agência Lusa, a autarquia indica que “a esmagadora maioria das atividades não representam encargos (…), sendo o resultado de parcerias que a Câmara Municipal estabeleceu com entidades privadas, clubes e associações da cidade de Lisboa, como o Holmes Place, o Supera, o Ginásio Clube Português e a Associação de Xadrez de Lisboa”.

No que toca à "montagem das estruturas físicas de som e eletricidade, recorre-se de forma significativa a meios próprios da Câmara", acrescenta o município.

Quanto ao custo global da iniciativa, ronda os 50 mil euros, sendo que “o grosso da despesa são os custos com a publicidade na imprensa, 19.543 euros”.

“Estes anúncios servem dois propósitos: avisar os munícipes do fim das obras e dos condicionamentos de trânsito nesta artéria central da cidade, bem como a promoção do evento do próximo domingo", conclui a Câmara de Lisboa.

Uma vez que as atividades se realizam na rua, a circulação automóvel nas avenidas João Crisóstomo e Tomás Ribeiro estará cortada das 06:00 às 20:00.

O projeto do Eixo Central, em obras desde maio passado, possibilitou o alargamento dos passeios, a criação de zonas verdes, a repavimentação das faixas de rodagem, o reordenamento do estacionamento e a criação de uma ciclovia bidirecional.

A intervenção, orçada em 7,5 milhões de euros, gerou a contestação de moradores e comerciantes pelos impactos no tráfego e no estacionamento.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.