"É caso para dizer que Luís Oliveira, bombeiro de 3.ª dos Bombeiros Voluntários de Cantanhede, esteve no lugar certo, à hora certa", pode ler-se numa publicação no Facebook, que explica o sucedido no passado domingo.

O bombeiro, que apenas se dirigiu à praia — como tantas vezes — para fotografar o pôr-do-sol, acabou por salvar duas mulheres que "estavam a molhar os pés, junto às rochas, quando foram apanhadas por uma onda".

Luís explicou o momento ao Jornal de Notícias (JN). "Vivo em Mira e vou muitas vezes fotografar para a praia. Por volta das 16h00 vi as senhoras a serem arrastadas e fiz-me à água. Só tive tempo de tirar as chaves e o telemóvel e de ir socorrê-las".

"Sei nadar para mim. Nunca tinha feito um salvamento no mar", referiu, admitindo que nunca tinha passado por uma situação semelhante e que não tem formação em mergulho.

O Comandante dos Bombeiros Voluntários de Cantanhede, José Oliveira, reagiu ao sucedido nas redes sociais. "Para as duas mulheres que foram resgatadas da água, o Luís Oliveira é um herói. Para os Bombeiros Voluntários de Cantanhede o Luís é um exemplo de coragem e do que se entende ser um bombeiro voluntário", frisou.

As mulheres, naturais da Mealhada, foram encaminhadas para o Centro Hospitalar da Universidade de Coimbra. A mais velha tinha hipotermia e a mais nova queixava-se de dores nas regiões lombar e cervical e membros inferiores.

"Já falei com um familiar delas, estão em casa e estão bem", garantiu Luís Oliveira ao JN.

No local estiveram duas viaturas dos Bombeiros Voluntários de Mira, com seis elementos, e uma viatura da Polícia Marítima, com dois elementos.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.