“A Lusíadas Saúde acaba de anunciar a expansão da sua rede de cuidados de saúde na região de Lisboa e Vale do Tejo com a aquisição do atual Hospital Monsanto, em Alfragide, num investimento de cerca de 10 milhões de euros”, adiantou, referindo que prossegue, assim, “com o plano estratégico de expansão a nível nacional”.

O objetivo do grupo é reforçar “a sua capacidade instalada para dar resposta às necessidades clínicas dos portugueses, reduzindo as atuais disparidades regionais no acesso à saúde”.

O Hospital de Monsanto foi fundado em 1962 e é dedicado à saúde mental, contando com 64 camas de internamento e “disponibiliza atualmente consultas nas áreas da fisiatria, medicina interna, neurologia, psicologia e psiquiatria, bem como programas específicos para doentes com Alzheimer ou outras demências”, destacou o grupo.

“Com a aquisição do Hospital Monsanto, a Lusíadas Saúde está a apostar numa unidade já atualmente reconhecida e ainda com potencial para crescimento e para ganhar maior protagonismo no sistema nacional de saúde, podendo acolher outras especialidades igualmente prioritárias para a população”, disse Vasco Antunes Pereira, presidente executivo da Lusíadas Saúde, em comunicado.

Disse ainda que “irá manter a atual equipa clínica e operacional, prevendo alargar brevemente o número de camas e demais oferta de serviços de internamento e ambulatório”.

Assim, na região de Lisboa e Vale do Tejo, a Lusíadas Saúde terá, a partir de agora, três hospitais (Hospital Lusíadas Lisboa, Hospital Lusíadas Amadora, e o atual Hospital Monsanto) e duas clínicas (Clínica Lusíadas Oriente e Clínica Lusíadas Almada), referiu.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.