“O Presidente da República Bolivariana da Venezuela, Nicolás Maduro Moros, em nome do Governo e do povo venezuelano, expressa as suas mais sentidas palavras de condolências e solidariedade ao povo e ao Governo da República Portuguesa pelo lamentável incidente ocorrido no dia 15 de agosto de 2017, durante a celebração das festividades religiosas do dia de Nossa Senhora do Monte, no Funchal, na Região Autónoma da Madeira”, referiu a nota de terça-feira.

De acordo com o comunicado, “o Governo Bolivariano estende as suas palavras fraternas e de apoio ao irmão povo português e aos familiares e aos amigos das vítimas, orando pela pronta recuperação dos feridos deste triste acontecimento no dia da padroeira da Madeira”.

“A República Bolivariana da Venezuela reitera a sua solidariedade com o Governo da República Portuguesa e, especialmente, a comunidade portuguesa com base em nosso país, na sua maioria de origem madeirense, que acolheu a pátria de Bolívar como a sua segunda casa e por quem o nosso povo tem um especial afeto”, sublinhou a nota.

A queda de um carvalho matou 13 pessoas e feriu 49 no Largo da Fonte, próximo do Funchal, durante a celebração da Festa do Monte, em honra da padroeira da ilha da Madeira.

Hoje de manhã, sete dos feridos permaneciam hospitalizados, um dos quais nos cuidados intensivos, segundo informação do Serviço de Saúde da Região Autónoma da Madeira.

Oito das vítimas mortais são do sexo feminino e cinco do masculino, sendo uma criança de 1 ano e as restantes com idades entre os 28 e 59 anos. Uma mulher francesa e outra húngara figuram entre os mortos.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.