Por estarem infetadas com o novo coronavírus ou de terem sido consideradas contacto próximo de alguém que tenha testado positivo ao SARS-CoV-2, mais de 157 mil pessoas passaram a quadra natalícia em isolamento.

De acordo com a explicação dada pela Direção-Geral da Saúde (DGS) ao SAPO24, na noite da consoada, no dia 24 de dezembro, "estavam ativos 68.690 casos de COVID-19 em Portugal", um número que corresponde "às pessoas ​infetadas e contagiosas que ainda ​não foram dadas como curadas, ou seja, que têm indicações para se manterem em isolamento".  A este número acrescem os contactos em vigilância, que no mesmo dia eram 88.978 , "com indicação para estarem em isolamento profilático (quarentena)", o que perfaz um total de 157.668 pessoas.

O número de pessoas isoladas aumentou ainda ligeiramente no dia de Natal. A 25 de dezembro estavam ativos 70.178 casos de covid-19. À mesma data, o número de contactos era de 90.093, o que perfaz um total de 160.271 pessoas em isolamento.

A DGS ressalva, no entanto, que após ter sido divulgado o boletim, "alguns casos ativos poderão já ter tido alta, mas esta poderá ainda não ter sido registada".

Utilizando a mesma leitura dos dados, a dois dias da noite de passagem de ano, a DGS tem identificados 65.457 casos ativos e 91.141 contactos, num total de 156.598 pessoas isoladas, um número ligeiramente inferior ao do Natal.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.