A campanha, da responsabilidade da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), da Guarda Nacional Republicana (GNR) e da Polícia de Segurança Pública (PSP), decorreu na terça e na quarta-feira e levou à fiscalização de 10.783 veículos.

Das 4.120 infrações registadas, 1.394 foram consideradas como potenciadoras de atropelamentos por desrespeito das regras de prioridade (19), por não cedência de passagem aos peões (21), por estacionamento indevido (236) e por excesso de velocidade (1.115).

Em comunicado, a ANSR explica que a campanha teve como objetivo “alertar condutores e peões para a importância de cumprirem as regras de segurança rodoviária e de redobrarem cuidados na estrada, garantindo uma coexistência segura, sem atropelamentos”.

Inserida no Plano Nacional de Fiscalização de 2020, a campanha foi divulgada nos meios digitais e através de seis ações de sensibilização da ANSR, realizadas em simultâneo com as operações de fiscalização promovidas pela GNR pela PSP, em Coimbra, Viseu, Guarda, Pombal, Sintra e Lisboa.

Durante os dois dias da campanha foram sensibilizados 330 peões e condutores a quem foram transmitidas diversas mensagens, designadamente sobre o número de pessoas que morreram entre 2010 e 2019 vitimas de atropelamento (1.500) e a probabilidade de um peão morrer vítima de atropelamento, que é de 10% se o condutor circular a 30 quilómetros por hora (km/h), aumentando mais de oito vezes (80%) se a velocidade for de 50km/h.

Foram ainda recordadas as atitudes corretas a adotar pelos peões para se protegerem, como por exemplo atravessar nas passadeiras, respeitar a sinalização e não utilizar dispositivos que distraiam (auscultadores ou telemóvel).

Peões e condutores foram também sensibilizados para o perigo de circular na via publica alcoolizado, lembrando que “mais de um terço dos condutores e quase um quinto dos peões que foram autopsiados pelo Instituto Nacional de Medicinal Legal e Ciências Forenses, tinham uma taxa de álcool igual ou superior a 0,5g/l”.

No período da campanha, registou-se um total de 587 acidentes, de que resultaram uma vítima mortal, seis feridos graves e 153 feridos leves.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.