Segundo o ‘site’ da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), o incêndio que deflagrou na tarde de sábado na Covilhã, no distrito de Castelo Branco, era o que mobilizava, pelas 03:15, o maior número de meios: 348 operacionais e 100 viaturas no combate a uma frente.

No distrito de Braga lavravam, pela mesma hora, dois incêndios que tiveram início na segunda-feira.

Em Terras de Bouro, combatiam as chamas, em duas frentes, 114 operacionais e 29 viaturas. O fogo em Cabeceiras de Basto mobilizava 90 homens e 31 meios terrestres no combate a uma frente.

Em Melgaço, no distrito de Viana do Castelo, as chamas eram combatidas por 112 operacionais apoiados por 33 veículos.

Durante a madrugada, dois incêndios, que também começaram na segunda-feira, entraram em resolução (sem “perigo de propagação para além do perímetro já atingido”).

Apesar de dominado, o incêndio em São Pedro do Sul, no distrito de Viseu, ainda mobilizava 129 operacionais e 38 viaturas pelas 03:15.

O fogo em Arcos de Valdevez, no distrito de Viana do Castelo, contava, pela mesma hora, com dez homens e três viaturas.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.