Numa mensagem publicada esta noite na página na internet da presidência, pode ler-se que Marcelo felicitou Eduardo Lourenço “pessoalmente” e que, “durante a conversa com o conselheiro de Estado por ele nomeado, o chefe de Estado desejou também saúde e as maiores felicidades”.

Também hoje, o primeiro-ministro António Costa prestou tributo à "sabedoria ilimitada" do ensaísta Eduardo Lourenço, homenageado por ocasião do seu 96.º aniversário, e defendeu que esta data "merece ser celebrada como um dia de festa da cultura portuguesa.

António Costa falava numa cerimónia de homenagem a Eduardo Lourenço, no Palácio Foz, em Lisboa, durante a qual lhe entregou em mãos a primeira edição de um prémio com o seu nome lançado pela Livraria Lello, uma escultura da autoria do arquiteto Álvaro Siza.

O antigo Presidente da República Jorge Sampaio e o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, também se juntaram a esta cerimónia, em que, no final, se cantou os parabéns a Eduardo Lourenço.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.